Bem-vindo à BOL. O nosso site usa cookies e outras tecnologias para personalizar a sua experiência e compreender como você e os outros visitantes usam o nosso site.
Para ver uma lista completa das empresas que usam estes cookies e outras tecnologias e nos informar se podem ou não ser utilizadas no seu dispositivo, aceda à nossa página de política de cookies.

Concordo
Distrito Sala
Detalhe Evento
Dançar em Tempo de Guerra (ADIADO)

Dançar em Tempo de Guerra (ADIADO)

Teatro & Arte | Dança

Teatro Camões

Teatro Camões
Classificação Etária
Maiores de 6 anos
Bilhete Pago
A partir dos 3 anos
2021
fev
04
a
2021
fev
07
Cancelado

Duração

45 minutos

Promotor

OPART - Organismo de Produção Artística, EPE

Breve Introdução

Dancar em Tempo de Guerra e um programa que reune duas obras de coreografos de grande referencia do seculo xx, Martha Graham e Kurt Jooss. Chronicle e A Mesa Verde, ambas criadas na decada de trinta do seculo passado, refletem as inquietações dos seus autores sobre a ideia de guerra. Se Jooss trabalha a partir dos efeitos da I Guerra Mundial, Graham da uma resposta ao violento crescimento do fascismo na Europa e que iria desencadear na II Guerra Mundial.
Depois da estreia única em março de 2020, Dançar em Tempo de Guerra regressa ao palco do Teatro Camões e apresenta-se também no Porto, Aveiro e Famalicão
No ambito deste programa, a CNB convidou o artista visual Andre Guedes a conceber uma exposicao para o foyer do Teatro Camoes, sobre estas obras e o seu contexto politico, social e cultural.

Sinopse

CHRONICLE
Estreado em dezembro de 1936, Chronicle e uma resposta da coreógrafa americana Martha Graham a ameaca do fascismo na Europa. Não traduzindo uma representação realista dos acontecimentos, a intenção e
antes universalizar a tragédia da guerra. Originalmente criado em cinco secções, foi, entretanto, remontado pela Martha Graham Dance Company e e hoje apresentado numa versão reduzida a tres secções: Spectre-1914, Steps in the Street e Prelude to Action. Esta e a primeira obra de Martha Graham a integrar o repertorio da CNB.


A MESA VERDE
Em julho de 1932, o coreografo alemao Kurt Jooss estreou A Mesa Verde no Theatre des Champs-Elysees em Paris.
Inspirado por uma danca da morte medieval e pelo rescaldo da I Guerra Mundial, esta obra retrata varias facetas da guerra: o debate, a mobilizacao, o combate, a especulacao de guerra, os refugiados e, novamente, o debate; a morte esta sempre presente.
Considerada uma das obras coreograficas mais marcantes do seculo xx, A Mesa Verde e tambem o mais emblematico trabalho de Jooss, tendo recebido o primeiro premio do Concurso de Coreografia organizado por Les Archives International de la Danse em Paris. A Mesa Verde integrou o repertorio da CNB em 1984 e foi dancada pela ultima vez em março de 2020, 33 anos depois.

Ficha Artística

CHRONICLE
Coreografia e figurinos Martha Graham
Musica Wallingford Riegger
Cenografia Isamu Naguchi
Desenho de Luz Original Jean Rosenthal
Reconstrução de desenho de luz original de Steps in the Street David Finley
Reconstrução de desenho de luz original de Spectre - 1914 e Prelude to Action Steven L. Chelley
Remontagem e Ensaios Elizabeth Auclair
Ensaiador CNB Tom Colin
Interpretação Bailarinos da CNB
Estreia Nova Iorque, Guild Theatre, 20 Dezembro 1936
Estreia na CNB Lisboa, Teatro Camões, 11 Março 2020



A MESA VERDE
Coreografia e libreto Kurt Jooss
Música F. A. Cohen
Figurinos Hein Heckroth
Máscaras e Desenho de luz Hermann Mankard
Remontagem e Supervisão Jeanette Vondersaar
Ensaiador Cláudio Schellino
Supervisão Desenho de Luz Berry Claassen
Ensaiador CNB Freek Damen
Interpretação Bailarinos da CNB
Pianistas Jill Lawson e Paulo Oliveira
Estreia Absoluta Paris, Thèatre des Champs-Elysées ,3 julho 1932
Estreia na CNB Lisboa, Teatro Municipal São Luiz, 13 Maio 1984

Preços

Plateia A – 20€

Plateia B – 18€

Plateia C – 15€

Plateia D – 10€

                       

DESCONTOS                                                                                                

 

Menores de 25 – 25%

Maiores de 65 – 25%

Grupos >10 pax – 15% (apenas disponível nas bilheteiras do Teatro Camões e Teatro

Nacional de São Carlos)        

Cartão FNAC – 15% (até 2 bilhetes, mediante apresentação do cartão no acto da compra; apenas disponível nas bilheteiras do Teatro Camões, Teatro Nacional de São Carlos e lojas FNAC)

Cartão LisboaViva – 15% (até 2 bilhetes, mediante apresentação do cartão no acto da compra; apenas disponível nas bilheteiras do Teatro Camões e Teatro Nacional de São Carlos)

Desempregados - 25% (para o próprio; apenas disponível nas bilheteiras do Teatro Camões e Teatro Nacional de São Carlos)

És.Cultura’18 – 100% (para quem completa 18 anos no ano de realização do espetáculo; apenas disponível nas bilheteiras do Teatro Camões e Teatro Nacional de São Carlos)

Profissionais e estudantes da área do espetáculo - 25% (para o próprio; apenas disponível nas bilheteiras do Teatro Camões e Teatro Nacional de São Carlos)  

Pessoas com necessidades especiais - 25% (para o próprio e 1 acompanhante; apenas disponível nas bilheteiras do Teatro Camões e Teatro Nacional de São Carlos)

CNB em Família – 50% (até dois adultos quando acompanhados por criança(s) até 12 anos, apenas aplicado aos Sábados e Domingos)

           

ASSINATURAS

Assinatura Trimestral – 50% (não acumulável com outros descontos; apenas disponível nas bilheteiras do Teatro Camões e Teatro Nacional de São Carlos)

 

CONDIÇÕES

Os descontos não são acumuláveis e aplicam-se em todas as plateias e espetáculos, exceto visibilidade reduzida e galerias;

Os lugares de visibilidade reduzida e galerias só estão disponíveis na bilheteira do Teatro Camões uma hora antes do espetáculo, em caso de lotação esgotada.

Transportes Públicos

Autocarros Carris: 728 e 26B

-
Partilhar

Serviços Adicionais

Veja ainda:

Concerto de Câmara - Transmissão Online 12 mar 2021

Música & Festivais | Concerto

Sala Virtual TNSC

Online

Concerto Solistas OSP - Transmissão Online 21 mar 2021

Música & Festivais | Concerto

Sala Virtual TNSC

Online